Dor no peito ao respirar: saiba quando deve se preocupar

dor no peito ao respirar

Muitos pacientes chegam aos ambulatórios se queixando de dores no peito ao respirar. É importante ressaltar que nem sempre esta situação é preocupante.

No entanto, em alguns casos, principalmente se os desconfortos forem recorrentes, é preciso procurar ajuda médica, para uma investigação mais aprofundada. Já que este pode ser um sinal de alerta para algumas doenças.

É fato que o diagnóstico, apenas o médico poderá fornecer, contudo, é bom ficar atento. Saiba mais neste artigo. Fique conosco até o final!

Quando devo me preocupar com a dor no peito

Este problema pode sim ser motivo de grande preocupação. Por isso, é preciso se ater ao próprio corpo e procurar ajuda profissional.

Especialistas explicam que este desconforto pode estar associado às seguintes doenças:

  • Crise de asma;
  • Embolia pulmonar;
  • Tumores;

Por isso, é sempre importante ir ao médico investigar a origem da dor. Enquanto mais rápido o paciente procurar ajuda, menores as chances de complicações.

Quais tipos de sintomas associados à dor no peito podem ser preocupantes?

As dores no peito ao respirar por si só, nem sempre vão gerar complicações. A preocupação maior, é quando ela surge acompanhada de outros sintomas.

Quando esta dor aumenta no momento em que se inspira, por exemplo, pode ser sinônimo de problema pleural e consequentemente pulmonar.

Há ainda a possibilidade que os desconfortos sejam sinais de:

  • Virais;
  • Bacterianas;
  • Tuberculose;
  • Tumores;

Para assegurar que existem ou não problemas desta natureza é preciso que o paciente consulte seu médico e que seja submetido a exames específicos que vão detectar a causa das dores no peito ao respirar.

É importante informar também que hábitos como: tabagismo, sedentarismo e imobilidade por um período longo também podem gerar este sintoma. Neste caso, pode estar atrelado a embolia pulmonar e trombose.

Quais doenças podem ter relação com as dores no peito ao respirar?

Nada de ficar tentando adivinhar qual o seu problema. Procurar um médico é fundamental. Somente assim, você vai entender ao que está ligado o seu sintoma.

Mas para que você observe mais atentamente à sua saúde, detalhamos algumas doenças que podem ser causadas por dor no peito ao respirar.

Confira!

1- Embolia pulmonar

Esta doença nada mais é que o bloqueio de uma ou mais artérias pulmonares, a intervenção impede a livre circulação do sangue pelo local.

O problema, muitas vezes está atrelado aos trombos. Que podem ser oriundos de outros membros, como: pernas e quadris. Passar horas sentado de forma desconfortável, por exemplo, pode ocasionar este problema.

Saiba quais são os fatores de risco que favorecem a embolia pulmonar:

  • Obesidade;
  • Tabagismo;
  • Hipertensão;
  • Pílulas anticoncepcionais;
  • Fatores genéticos coagulantes

As pessoas que se enquadram nos grupos acima, apresentam uma maior predisposição a sofrer uma embolia pulmonar. Por isso, é necessário um acompanhamento médico, pois, muitas vezes, esta doença pode ser fatal.

No geral, os tratamentos se dão por meio de medicamentos anticoagulantes, ou mesmo a cirurgia. Esta segunda opção é recomendada quando o trombo é muito grande e compromete a circulação sanguínea.

2- Infecções no pulmão

As infecções virais ou bacterianas também podem causar dor no peito ao respirar. No momento em que isso ocorre, há uma multiplicação de vírus ou bactérias no pulmão, e causa a infecção.

Este problema é responsável por dores intensas no tórax, principalmente, ao tossir. O diagnóstico é dado após a análise médica constatar:

  • Como secreção;
  • Temperatura;
  • Ausculta pulmonar;

Após a consulta, o médico prescreve medicamentos que vão agir diretamente contra a dor.

3- Tumores

O aparecimento de tumores também pode causar dor no peito ao respirar. Neste caso, a falta de ar e a perda de peso, costumam acompanhar o sintoma inicial.

Exames de imagem, como tomografia e ressonância, são solicitados pelo médico, a fim de, comprovar as suspeitas. Uma das principais causas dos surgimentos dos tumores no pulmão é o tabagismo.

Sendo assim, ele precisa ser abandonado de forma imediata por quem recebeu diagnóstico de tumor no pulmão. Caso contrário, superar a doença será praticamente impossível.

Se não conseguir sozinho, é preciso buscar ajuda. Além de abandonar o vício, uma das formas mais eficazes de tratar a doença e aumentar as chances de cura é recebendo um diagnóstico precoce. Quanto antes o paciente der início ao tratamento, melhor será a evolução.

Não deixe de procurar ajuda!

Se você sentir dor no peito ao respirar, não negligencie, corra para o hospital. Principalmente se a dor vier acompanhada de algum dos vários outros sintomas, mencionados anteriormente.

Assim, os médicos lhe darão um diagnóstico preciso e apresentará o tratamento adequado. Geralmente eles são iniciados no hospital e precisam ter continuidade em casa. Para isso, você precisa dispor de todos os equipamentos e insumos necessários.

Na Maconequi você encontra tudo o que é necessário para um tratamento de qualidade. Acesse o site!

 

 

 

Este blog é destinado à democratização do conhecimento sobre respiração e busca ajudar as pessoas a respirarem melhor. Aqui damos dicas de exercícios respiratórios e também apresentamos os melhores aparelhos para a respiração que irão ajudar a ter uma melhor qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.