DPOC: o que é a doença pulmonar obstrutiva crônica?

dpoc

 

Para inícios de conversa, a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) na verdade é um grupo de doenças respiratórias, que inclui  a bronquite crônica (estreitamento das vias aéreas e paralisação da atividade dos cílios) e o enfisema (danos irreversíveis nos alvéolos).

Atualmente, a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é definida como uma doença caracterizada por sintomas respiratórios persistentes e limitação ao fluxo de ar nos pulmões. A DPOC é causada por significativa exposição a partículas ou gases nocivos

O cigarro é responsável pela imensa maioria dos casos de DPOC. No entanto, a  constante exposição a elementos irritantes, como poeira, poluentes do ar e vapores químicos, também pode contribuir para o aparecimento e agravamento da doença.

Curioso observar que, o grande número de fumantes colocaram a DPOC entre as cinco enfermidades mais prevalentes nos países industrializados e em certas regiões do Brasil.

Sintomas da DPOC

 

A DPOC é uma doença de instalação lenta e, quando no início, provoca falta de ar (dispneia) quando são realizadas atividades como subir escadas, andar rápido, correr ou praticar atividades esportivas.

No entanto, com o passar do tempo e avanço da doença, a falta de ar se torna mais  intensa, até mesmo na realização de atividades que não requerem nenhum esforço. E nas fases mais avançadas, a falta de ar se manifesta mesmo quando se está em repouso.

Tosse crônica, com ou sem expectoração, e encurtamento da respiração são sintomas que também podem estar presentes nos quadros de DPOC.

Diagnóstico e tratamento da DPOC

 

O diagnóstico da DPOC é feito com base no exame físico e na história do paciente. Porém, como os sintomas podem não indicar a extensão do dano causado pela doença, é fundamental que o paciente realize a prova de função pulmonar, a chamada espirometria, ou “exame de sopro“.

De qualquer forma, parar de fumar é o primeiro e principal meio para impedir o avanço da doença. 

As drogas broncodilatadoras e os anticolinérgicos são indicadas para aliviar os sintomas associados à produção e eliminação das secreções.

Os derivados da cortisona por via inalatória também são, mas é preciso ter cuidado, uma vez que o uso prolongado dessas substâncias pode provocar efeitos indesejáveis.

Já em casos mais graves, o tratamento mais eficaz para aumentar a sobrevida dos portadores de DPOC é a oxigenioterapia. Mas técnicas fisioterápicas de reabilitação respiratória também ajudam, já que aumentam a resistência aos esforços e melhoram a qualidade de vida. 

Recomendações e cuidados

 

Evite fumar. Dependendo de quanto os pulmões estejam afetados, parar de fumar pode reduzir, ou mesmo eliminar, os sintomas da bronquite crônica. Além de impedir a progressão do enfisema, embora os danos alvéolos sejam irreversíveis. 

Muitos especialistas recomendam que toda pessoa que fuma há mais de dez anos faça exames periódicos. Dessa maneira, é possível diagnosticar a DPOC no início, quando o dano aos tecidos do sistema respiratório ainda não se tornou irreversível.

Todos os portadores de DPOC devem receber anualmente a vacina contra a gripe (influenza) e outra contra a pneumonia (Pneumocócica conjugada 13 valente e Pneumocócica polissacarídica 23 valente). Essa é a melhor forma de evitar que essas doenças apareçam e agravem o quadro de DPOC. 

O tipo e as doses dos medicamentos dependem da gravidade da doença e de uma série de fatores. O histórico clínico, exames físicos, espirometria, radiografia de tórax e nível de oxigênio no sangue arterial são exemplos de agravantes. 

Quer saber mais sobre DPOC e outras doenças respiratórias?

 

Agora que você já sabe o que é DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), talvez você queira saber mais sobre outras doenças respiratórias. Para isso, continue acompanhando nosso blog, temos sempre conteúdo novo, dicas e informações para você cuidar melhor da sua saúde e qualidade de vida. 

 

Por fim, recomendamos a leitura dos artigos Dificuldade para respirar? Saiba o que fazer quando sentir falta de ar e Problemas respiratórios: conheça os 4 mais comuns e como tratá-los

 

Este blog é destinado à democratização do conhecimento sobre respiração e busca ajudar as pessoas a respirarem melhor. Aqui damos dicas de exercícios respiratórios e também apresentamos os melhores aparelhos para a respiração que irão ajudar a ter uma melhor qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.