Tratamentos para DPOC: entenda quais cuidados são necessários

dpoc

DPOC é um problema que atinge milhares de pessoas em todo o mundo e hoje, vamos falar sobre os tratamentos para DPOC e quais os cuidados são necessários para evitar ou mesmo conviver com a doença da melhor forma possível, uma vez que ela não possui cura definitiva.

Acompanhe!

A DPOC

 

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) na verdade é um grupo de doenças respiratórias, que inclui a bronquite crônica  e o enfisema pulmonar, que se caracterizam por sintomas respiratórios persistentes e limitação ao fluxo de ar nos pulmões causados por significativa exposição a partículas ou gases nocivos. 

Seu sintoma mais comum é a falta de ar, que vai piorando de intensidade com o agravamento da doença. Tosse crônica, com ou sem expectoração, e encurtamento da respiração são sintomas que também podem estar presentes nos quadros de DPOC.

Tratamentos para DPOC

 

Diagnosticada a DPOC, com base no exame físico, história do paciente e o exame de sopro (espirometria), deve-se iniciar o tratamento imediatamente.

E, entre os tratamentos para DPOC existentes se destacam:

1. Uso de inaladores

 

A utilização de inaladores é considerada um dos melhores tratamentos para DPOC, quando ela está em seu estágio inicial. 

E isso acontece porque o inalador (ou nebulizador), é responsável por transformar em vapor medicamentos líquidos. E isso, por sua vez, torna a administração mais eficiente,  já que o vapor vai direto para o pulmão. 

Sem a sua utilização, o medicamento precisa ser processado pelo corpo e demora mais tempo para atingir o sistema respiratório. E, em casos de DPOC,  essa velocidade é muito importante para o sucesso do tratamento. 

Um dos tipos de remédio mais utilizado nesta terapia são os broncodilatadores, que ao relaxarem os músculos das vias aéreas, facilitam a passagem de ar pelo pulmão e, com isso, melhoram sintomas como tosse e falta de ar.

 

2. Medicamentos

 

Pode acontecer da inalação não surtir o efeito desejado. Nesses casos, é recomendado tratar a DPOC com medicamentos orais para DPOC. Dentre os medicamentos que podem ser prescritos, destacam-se:

  • Cápsulas mucolíticas: substâncias que ajudam a afinar o muco das vias aéreas, facilitando a sua expectoração e reduzindo a tosse;
  • Esteróides: é indicado em tratamentos para DPOC grave, já que traz efeitos colaterais. O medicamento reduz a inflamação e a obstrução das vias aéreas;
  • Inibidores da fosfodiesterase-4 (roflumilaste): com ação anti-inflamatória, esses remédios são indicados para pacientes com sintomas severos da DPOC; 
  • Antibióticos: em doses mais baixas, previnem o aparecimento de infecções recorrentes. 

3. Reabilitação pulmonar

 

Este é um dos melhores tratamentos para DPOC porque tem como objetivo não somente minimizar os sintomas da doença, mas ajudar o paciente a conviver com eles.

Por meio de programa especializado e multidisciplinar, é possível reduzir a falta de ar, e, assim, melhorar a qualidade de vida do paciente. 

4. Uso de oxigênio

 

Essa terapia tem como objetivo aumentar os níveis de oxigênio no sangue e com isso, manter o pulmão ativo e saudável. Ela é muito comum em tratamentos de DPOC grave, em que não é possível manter a saturação de oxigênio adequada.

O paciente respira através de uma máscara conectada a um tubo de oxigênio pelo tempo indicado pelo médico de acordo com o estágio da doença.

5. Cirurgia 

 

A cirurgia costuma ser recomendada somente em casos de DPOC avançado e sempre em último caso. Há dois tipos principais de cirurgias que podem ser realizadas:

  • Cirurgia de redução de volume pulmonar: remove as partes danificadas do órgão, permitindo que as saudáveis se expandam e consigam absorver mais oxigênio; 
  • Transplante de pulmão: substituição do órgão doente por outro de um doador saudável.

Cuidados necessários 

 

Evite fumar

 

O tabaco é responsável por 85% dos casos da doença e pode fazer com que os sintomas piorem cada vez mais. 

Dependendo de quanto os pulmões estejam afetados, parar de fumar pode reduzir, ou mesmo eliminar, os sintomas da bronquite crônica e impedir a progressão do enfisema, embora os danos alvéolos sejam irreversíveis. 

Faça exames com frequência

 

Toda pessoa que fuma há mais de dez anos deve fazer exames periódicos. Dessa maneira, é possível diagnosticar a DPOC logo no começo, quando os danos aos tecidos do pulmão ainda não se tornaram irreversíveis. 

Tome vacinas

 

Todos os portadores de DPOC devem receber anualmente a vacina contra a gripe e contra a pneumonia. Essa é a melhor forma de evitar que essas doenças apareçam e agravem o quadro de DPOC. 

Quer saber mais sobre doenças respiratórias?

 

Agora que você já sabe quais são os tratamentos para DPOC, talvez você queira saber mais sobre outras doenças respiratórias. Para isso, continue acompanhando nosso blog, temos sempre conteúdo novo, dicas e informações para você cuidar melhor da sua saúde e qualidade de vida. 

 

E claro, se precisar de produtos para inalação, não deixe de visitar nossa loja.

Este blog é destinado à democratização do conhecimento sobre respiração e busca ajudar as pessoas a respirarem melhor. Aqui damos dicas de exercícios respiratórios e também apresentamos os melhores aparelhos para a respiração que irão ajudar a ter uma melhor qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.